Categorias
Cientista-chefe Governo Segurança Pública Transformação Digital

Conheça o Programa Cientista-Chefe do Governo do Ceará

Você sabe o que é o programa Cientista-Chefe e qual a sua função na gestão pública? Conheça agora essa importante iniciativa que alia Universidade e Governo.

Em suma, o programa Cientista-chefe é uma iniciativa da  Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) juntamente com a Universidade Federal do Ceará (UFC) e o governo do estado do Ceará. Assim, o projeto é composto por pesquisadores e cientistas que atuam em secretarias e órgãos estratégicos do Governo do Estado do Ceará.

Inicialmente, o intuito da equipe de pesquisadores e cientistas é proporcionar à população uma melhoria nos serviços públicos e assim, na qualidade de vida da população através de novas tecnologias e aprimoramento de serviços existentes.

O programa é inspirado em modelos de sucesso fora do país, por exemplo, os Estados Unidos que possuem o programa Office of Chief Scientist. Assim como o projeto cearense, o escritório americano tem o papel de fornecer contribuições científicas, além de estabelecer o vínculo entre o conhecimento científico produzido nas universidades e o poder público. 

Como resultado do excelente trabalho desenvolvido pelo projeto, no início de 2021 o governador do Ceará, Camilo Santana, sancionou o projeto de lei que regulamenta e, assim, torna o programa Cientista-Chefe uma política de Estado.

Áreas de atuação 

Cada área é coordenada por um cientista-chefe, indicado após avaliação de critérios como produção científica, formação e ligação com núcleos de pesquisa de alto nível. A classificação foi realizada de acordo com a Capes para especificar cursos de excelência em instituições cearenses. Desse modo, o programa atua em áreas estratégias da gestão pública como:

  1. Dados e Transformação Digital
  2. Saúde, 
  3. Segurança Pública,
  4. Educação, 
  5. Ciência de Dados, 
  6. Energia, 
  7. Infraestrutura Viária, 
  8. Pesca e Aquicultura, 
  9. Recursos Hídricos, 
  10. Proteção Social, 
  11. Ecossistema de Inovação, 
  12. Meio Ambiente, 
  13. Aquicultura e Pesca Artesanal, 
  14. Judiciário,
  15. Agricultura e 
  16. Economia.

Fonte: ceara.gov.br

Cientista-chefe no Insight

Além de ser coordenador do Insight, José Macêdo é também o cientista-chefe na área de Dados da Transformação Digital do Governo do Ceará e professor associado do Departamento de Computação da Universidade Federal do Ceará (UFC). Macêdo, que também já foi cientista-chefe da área de Segurança é mestre e doutor pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) realizou seu pós-doutorado na EPFL com a pesquisa: Processamento de Dados em Larga Escala em Nuvens Computacionais.

O programa cientista-chefe atua na Casa Civil com o projeto de Transformação Digital em parceria com o laboratório Íris – Laboratório de Inovação e Dados. Juntos, o Íris e o programa Cientista-chefe desenvolvem ações para acelerar a digitalização de serviços públicos do governo cearense.

Benefícios do Programa à sociedade

O projeto Cientista-chefe na área de segurança pública tem como objetivo, principalmente, realizar estudos científicos para aplicar soluções tecnológicas de identificação humana (civil e criminal) e veicular. Dessa forma, um dos  principais resultados é a plataforma Big Data para integração de dados. Ou seja, um ambiente onde materiais como vídeos, áudios, imagens e dados de redes sociais são analisados em tempo real.

As iniciativas têm relação direta com os resultados positivos obtidos pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), como redução no número de homicídios, roubos de veículos e assaltos. Além disso, os sistemas de inteligência ajudam a rastrear as atividades do primeiro e do segundo escalões do crime organizado, que hoje representam um dos maiores desafios para a área de segurança do Brasil.

Com o mesmo intuito de combater a criminalidade O Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia), ferramenta criada pela SSPDS em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Insight permite fazer a leitura de placas veiculares e identificar veículos furtados, roubados e clonados. A ferramenta é um forte aliado nas atuações das forças de segurança contra as ações criminosas e nas reduções dos índices criminais. Em 2018, Fortaleza registrou a maior redução no número de roubos de veículos desde 2011 com uma redução de 16,3%. Nesse mesmo ano mais de 92% dos carros e motos subtraídos em ações criminosas foram recuperados pelas forças de segurança em todo o território cearense.

Fonte: Governo do Ceará e O Povo.

Categorias
Ceará Serviço público Tecnologia Transformação Digital

Insight e Iris desenvolvem soluções no enfrentamento à pandemia

O Iris, Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará, projeto parceiro do Insight Lab, vem colaborando no contexto de enfrentamento à pandemia por meio da garantia de acesso a informações e a serviços voltados ao público cearense. A nova realidade trazida com a Covid-19 possibilitou um processo de transformação digital no estado do Ceará com o intuito de trazer melhorias para a população e também para a gestão pública.

Iris Lab

O Íris foi criado em 2019 pelo Governo do Ceará e funciona dentro da Casa Civil. Durante a pandemia, entre março e abril, a equipe do Iris, que agrega também cinco profissionais do Insight, foi acionada para ajudar a criar soluções no âmbito digital para o governo, e fazer o atendimento da população. A partir de então, teve início um trabalho em cooperação com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). 

Soluções desenvolvidas

Pelo menos cinco iniciativas foram criadas como resultado dessa proposta, conforme explica José Macêdo, cientista-chefe de Dados e Transformação Digital do Governo do Estado e coordenador do Insight Lab. “O Plantão Coronavírus foi o primeiro deles, que tinha o objetivo de fazer um atendimento mais eficiente. Nós entramos em lockdown e o atendimento do cidadão estava limitado, então criamos uma solução digital onde, através de um computador ou smartphone, a pessoa podia ser atendida via chat, ‘robotizado’, ou remotamente, por enfermeiros ou médicos”, detalha. 

Em seguida, foi lançado o Plantão Saúde Mental, cuja ideia surgiu com a percepção de que a ansiedade e a depressão passaram a se tornar mais frequentes entre a população. Também foi criado um sistema de priorização de exames através do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). “Era muito importante priorizar os pacientes com comorbidades, mais velhos, então a gente fez todo um trabalho de integração de dados pra priorizar a informação desses exames”, ressalta Macêdo. 

O cientista-chefe também cita a criação do Boletim Digital Covid-19, que traz dados epidemiológicos e assistenciais ligados à doença, com o objetivo de ajudar na tomada de decisões por parte da Sesa. O último trabalho desenvolvido foi o Ceará App, que, por sua vez, trouxe como prioridade absoluta o acesso a serviços.

“Entendemos que, naquele momento, era muito importante levar os serviços públicos na ponta, porque a maioria das pessoas não poderiam sair de casa para serem atendidas, então criamos esse sistema e colocamos vários serviços, inclusive um deles era o que a gente chamou de ‘Caminho Saudável’, que a ideia era permitir que a pessoa pudesse acompanhar seus trajetos, saber se estava em risco de contrair a doença ou não. Adicionamos vários, hoje já tem 40 serviços digitais nesse aplicativo”, afirma. 

Medalha Espírito Público

Esses resultados foram frutos de um esforço em conjunto com o Programa Cientista Chefe da Funcap, a UFC e a Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), e foram reconhecidos nacionalmente após o Laboratório Íris ser agraciado com a Medalha Espírito Público. Neste ano, o Prêmio homenageou os governos que fizeram trabalhos essenciais no momento de pandemia. 

Para José Macêdo, a premiação reflete o esforço realizado e serve como incentivo tanto para a equipe, como para o Estado. “A gente ficou muito feliz de ter o reconhecimento e de mostrar que estamos no caminho certo. Estamos acompanhando como os serviços vêm sendo usados. Foi um passo muito importante nesse momento”, comemora. 

Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Categorias
Bolsas Transformação Digital UFC Vagas

Bolsas para graduandos e graduados – campus Quixadá (UFC) no Projeto de Transformação Digital

O Projeto de Transformação Digital do Governo do Ceará, através no Insight Lab da UFC, disponibiliza vagas para bolsista alunos de graduação e profissionais graduados no campus UFC Quixadá. As inscrições vão até dia 15 (amanhã) de dezembro e o candidato deverá escolher a(as) vaga(s) pretendidas no preenchimento do formulário. Clique no link de cada vaga para saber todas as informações e acessar o formulário de inscrição. 

Vagas

? Desenvolvedor Full Stack especialista em Interoperabilidade

Público

Profissionais Graduados e alunos de graduação;

Você será responsável por:

atuar no desenvolvimento de soluções inovadoras de aplicações web para integrar e interoperar sistemas;

Conhecimentos desejáveis:

  • API Rest;
  • Docker;
  • Kubernetes.

? Desenvolvedor Full Stack especialista em aplicações móveis 

Público

Aluno de graduação.

Você será responsável por:

atuar no desenvolvimento de aplicações mobile e desenvolver soluções inovadoras.

Conhecimentos desejáveis:

  • React native;
  • Git;
  • Gitlab;
  • Firebase;
  • Java;
  • Spring Boot.

? Líder Técnico 

Público 

Profissional Graduado.

Você será responsável por:

gerenciar as equipes de desenvolvimento das aplicações.

Conhecimentos desejáveis:

  • UML;
  • Padrões de Projeto;
  • Microsserviços;
  • Javascript;
  • TypeScript;
  • HTML;
  • CSS;
  • Java;
  • Spring Boot;
  • Python;
  • Django;
  • Git;
  • Gitlab;
  • MongoDB;
  • PostgreSQL.

? DevOps – Desenvolvedor júnior 

Público

Alunos de graduação.

Responsável por:

Atuar no desenvolvimento de aplicações web e desenvolver soluções inovadoras.

Conhecimentos desejáveis:

  • controle de versão (Git, Git Lab);
  • ferramentas de Build (Maven, Gradle);
  • Integração Contínua e Desenvolvimento Contínuo CI/CD;
  • conteinerização (Docker).

? Iniciação Científica e Tecnológica em Ontologias

Público

Alunos de graduação.

Você será responsável por:

Desenvolver soluções tecnológicas com Ontologias para consultas semânticas.

Conhecimentos desejáveis:

  • Lógica Proposicional;
  • Lógica de Primeira-Ordem;
  • Representação do Conhecimento e Raciocínio;
  • Linguagens Formais e Autômatos.
Modalidade de Contratação e carga horária (todas as vagas)

Alunos de graduação, bolsa FUNCAP: R$ 800,00, 20h semanais.

Profissionais graduados, bolsa FUNCAP: R$ 2.500,00, 40h semanais.

Etapas da seleção
Preenchimento do formulário até: 15/12 
Resultados da análise de currículo e histórico 16/12
Entrevistas 17 e 18/12
Envio do desafio 21/12
Envio da solução do desafio 29/12
Resultado final até: 30/12
Categorias
Transformação Digital Webinar

Webinar: Transformação Digital no Governo do Ceará

O webinar desta quinta-feira, 06/08, irá abordar o projeto de Transformação Digital no Governo do Ceará. O objetivo é fomentar pesquisas que possam viabilizar a melhoria de serviços das secretarias do governo do estado, através da sua digitalização e proporcionar aos cidadãos mais qualidade de vida com a simplificação de processos.

Com este projeto em vigência, o Insight Lab pretende apoiar pesquisas de ponta em Ciência da Computação, Estatística e áreas relacionadas, mas que principalmente, contemplem o tema de inteligência computacional em Big Data na digitalização dos serviços públicos.

O projeto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Transformação Digital do Estado do Ceará é uma parceria entre o Insight Lab, o Laboratório ÍRIS e a FUNCAP.

 

Vagas

Além de esclarecimentos sobre o projeto com vagas vigentes no edital 02/2020, que terá início agora em 10 de agosto, o webinar também irá tratar sobre as novas vagas para bolsistas e contratações em regime de CLT. 

 

Palestrantes

Davi Romero Pesquisador do Insight lab e professor  da UFC

José Macêdo Coordenador do Insight Lab, Cientista-chefe de Dados do Governo do CE e professor da UFC

Marianna Ferreira Gestora negocial do Insight Lab

Regis Pires Coordenador de capacitação do Insight Lab, cientista de dados do Íris e professor da UFC.

Ticiana Vasconcelos Coordenadora de pesquisa do Insight Lab, cientista de dados do Íris e professora da UFC.

 

Agenda

É nesta quinta-feira, 06/08 às 15h.

Transmissão pelo canal do Insight Lab no YouTube. Acesse o link e ative o lembrete. 

Participe!